domingo, 19 de novembro de 2017

Vamos falar de... HUNTER - O CAÇADOR DE MONSTROS - Kate Willians

Olá caçadores de livros sobrenaturais.
Vocês estão com os pelos da nuca arrepiados?
Preparem-se pois os monstros invadiram aqui!

Depois de falar um tempo somente sobre clássicos da Literatura Mundial, hoje teremos a resenha de um livro nacional que vai te fazer perder o fôlego do começo ao fim: HUNTER - O CAÇADOR DE MONSTROS, da genial autora Kate Willians. Então pausa um pouco o episódio que estiver assistindo de SUPERNATURAL e vem comigo! ^^

         HUNTER - O CACADOR DE MONSTROS
                                                            (Kate Willians)
Ano: 2016 
Editora: Coerência
Fantasia / Ficção / Suspense e Mistério / Terror

SINOPSE:  Não existem heróis, tampouco vilões.

Por trás de atos raivosos e atrocidades tenebrosas, há sempre uma verdade triste. Ninguém consegue mascarar a maldade que há dentro de si, por muito tempo. Hunter, O caçador de monstros, conta a história de Nicholas Blanco - um adolescente comum, com objetivos comuns e aparência mais comum ainda - que se depara com uma verdade surpreendente sobre seu passado e a confirmação que pode ser e fazer muito mais do que o que sempre imaginou para o seu futuro. Conta também a história de Ramon Blake, um jovem caçador no passado, que teve o amor de sua vida brutalmente arrancado de si e se deixou dominar pela dor e pelo ódio. Essa é uma história sobre caçadores que descobrem ser tão ou mais horríveis que as próprias criaturas que caçam.



Todo mundo sabe que a autora do livro que irei resenhar é minha melhor amiga, então aproveitando isso, quero esclarecer uma coisa: entendo que às vezes, você pense que por ser ela minha opinião seja movida pelo amizade. Por isso quero deixar uma coisa bem clara, minhas avaliações são feitas de acordo com os MEUS gostos, então se algo no livro me incomodar, independente de quem seja, - e minha amiga sabe disso - vou mencionar na resenha. Tudo por um simples motivo: tenho consideração por vocês que perdem um pouco de seu tempo precioso para visualizar minhas postagens. Depois de colocar "os pingos nos is" vamos lá?
Confesso que demorou um bom tempo para ler Hunter por ele ser um livro de terror. Sim, eu tinha medo! kkkkk Mas depois de criar coragem com o gênero e procurar entender o porquê de uma crítica ferrenha que li sobre a obra, resolvi arriscar e sem exageros: foi uma das escolhas mais acertadas da minha vida!



Já li boa parte do trabalho de Kate, inclusive os contos de antologias, e por isso conheço bem algumas de suas características na escrita. Duas mais frequentes em HUNTER são a criação de mundo instigantes e a interação entre os personagens mais jovens, muito presentes em DISTOPIA e A FADA MADRINHA - duas de suas obras anteriores.
Sobre a criação de mundos... a autora sabe fazer isso tão bem que quando começamos a ler a obra já ficamos curiosos em conhecer o mundo do Caçadores de Santa Fé e as criaturas que eles enfrentam. Em cada página somos envolvidos em um mundo sobrenatural através de Nicholas Blanco, um adolescente comum que assim como nós, desconhece tudo isso. No quesito interação entre personagens mais jovens, ela a usa, principalmente, para aliviar o tom sombrio da narrativa, por isso você vai rir um pouco com o diálogo de alguns personagens.


O enredo de HUNTER é instigante do começo ao fim. Você não consegue para de ler! :@
E o melhor: tudo é explicadinho muito bem através de interlúdios que ao invés de confundir, ajudam ao leitor. Não existe ponta solta e o principal, funciona de acordo com a narrativa que em grande parte é em primeira pessoa. Englobados nisso, estão os personagens que, principais ou não, TODOS tem alguma importância no decorrer da história. 
Já que citei os personagens, vamos continuar falando sobre eles não? Alguns são caricatos como o vilão da trama, por exemplo; porém o que não o deixa genérico é, além de sua necessidade na narrativa, a maneira esplendorosa de como ele é escrito. Entretanto Nicholas Blanco e Sara Blake são os que mais alteram seus ideais e atitudes conforme a história progride. No início, eles são simples adolescentes cansados de suas vidas patéticas e com o passar do tempo, se tornam peças de um jogo importante e perigoso. Mais incrível nisso é como a autora descreve bem essa mudança radical e de que maneira isso afeta os personagens principais!
   

Quem diria que um livro de terror teria boas mensagens, hein?  Sim, em HUNTER tem muitas.
A principal e que é o seu carro-chefe do seria enfrentar os monstros internos que nos assolam. Mas teve uma que eu mais me identifiquei a obra toda e não podia deixar de mencionar: o valor de uma grande amizade; tanto que a seguinte frase se tornou inesquecível para mim:


"Eu tenho a Sara e ela é uma das melhores partes da minha vida. Sabe quando você tem um melhor amigo, com quem sempre pode contar? Aquela pessoa que não importa o que aconteça, sempre vai estar lá por você? Pra te fazer sorrir, para limpar suas lágrimas ou para gritar com você nos momentos que se fizerem necessários? Sara é essa pessoa para mim."

Bom, essa foi a minha terceira experiência no mundo trevoso e não podia deixar de ser a melhor. Por que li um livro bem instigante, repleto de reviravoltas e cheio de mensagens boas. Tanto que ele vai para o meu Top 3 das minhas melhores leituras de 2017.
Se eu o recomendo? Lógico! ^^ Tanto que até mando um recado para a autora:
Já quero a continuação!!! <3


E você já leu Hunter? Concordou comigo ou não? Deixa nos comentários sua opinião!
Leu outras postagens e adorou? Não esquece de seguir o blog tá? Ajuda demais! <3


SESSÃO DIVULGAÇÃO
Insta:@katewillians
Snapchat: kate.willians









quinta-feira, 16 de novembro de 2017

PEQUENA AJUDA NO SPOTIFY E NO DEEZER!!!

Olá consumidores de música no celular!
O que vocês estão escutando agora, hein? :@

Exclusivamente, hoje contarei uma novidade fantástica sobre o meu novo livro que está chegando aí! Sim, você não leu errado o título do post: o playlist do PEQUENA AJUDA está no Spotify e no Deezer!!! <3
Entretanto, existem pessoas que não tem esses dois grandes aplicativos musicais. Então para ajudar você, pobre mortal, postarei os vídeos no Youtube referente as músicas da playlist. Assim você conhecerá as canções que me ajudaram a finalizar o meu novo livro! ^^



PLAYLIST

 1: You and the Night and the Music – Jamie Cullum


2: Doesn't Remind Me – Audioslave


3: Angel – Rival Sons


4: Firework – Katy Perry


5: Drive – Incubus


6: Get Up, Stand Up – Bob Marley


7: Carry On Wayward Son – Kansas


8: Do Seu Lado – Jota Quest



9: Black Hole Sun – Soundgarden


10: Ready For Love – Bad Company


11: Feinha – Falamansa


12: Eu Amo Você – Tim Maia


13: Cuide Bem do Seu Amor – Paralamas do Sucesso


14: Uma Canção é pra isso – Skank


15: The Letter – Eva Cassidy


16: Sweet Child O' Mine – Guns N' Roses



17: Hold On – Alabama Shakes



quarta-feira, 15 de novembro de 2017

Vamos falar de... O PEQUENO PRÍNCIPE - Antoine de Saint-Exupéry

Oi pequenos príncipes e princesas de seus pais.
Estão cuidando bem de suas rosas, hein? ^^

Neste penúltimo mês do ano, está na hora de falar de um dos livros mais lidos depois da Bíblia: O PEQUENO PRÍNCIPE. Um clássico da Literatura Mundial que encanta adultos e crianças de todo mundo.
Está na hora de saber a minha opinião, não é? :)
Então proteja a sua rosa, coloca um cachecol e embarque no meu Planeta a seguir.

O Pequeno Príncipe 
(Antoine de Saint-Exupéry)
Ano: 2015 
Editora: Agir
Aventura / Drama / Fábula / Fantasia / Ficção / Infantil / Infantojuvenil / Jovem adulto / Literatura Estrangeira / Contos / Educação / Filosofia

Sinopse:  Livro de criança? Com certeza.
Livro de adulto também, pois todo homem traz dentro de si o menino que foi.
Como explicar a adoção deste livro por povos tão variados, em tantos países de todos os continentes? Como explicar que ele seja lido sempre por tanto milhões e milhões de pessoas? Como explicar a atualidade deste livro traduzido em oitenta línguas diferentes?
Como compreender que uma história aparentemente tão ingênua seja comovente para tantas pessoas?
O Pequeno Príncipe devolve a cada um o mistério da infância. De repente retornam os sonhos. Reaparece a lembrança de questionamentos, desvelam-se incoerências acomodadas, quase já imperceptíveis na pressa do dia a dia. Voltam ao coração escondidas recordações. O reencontro, o homem-menino.


Mesmo já tendo-o presenteando para uma amiga, eu tinha receio em ler O PEQUENO PRÍNCIPE e acabar me frustrando, tudo por que achava que as pessoas o superestimam tanto. Para ser honesto, quando o escolhi como próxima leitura foi por causa de suas noventa e cinco páginas, pois precisava relaxar a mente de tantos calhamaços que havia lido anteriormente.
Entretanto, para a minha surpresa, foi uma boa escolha lê-lo por que, além de descansar minha mente, conheci um dos livros mais fabulosos da Literatura Mundial.

"O que o fez se tornar para você um livro fabuloso?"


Além do texto curto, porém simples, O PEQUENO PRÍNCIPE é uma fábula com personagens lúdicos. Por exemplo: uma raposa que fala ou uma rosa que sente.
Outro ponto que vale a pena mencionar são as aquarelas que o próprio autor desenhou no livro e que são cruciais para a compreensão de seu enredo metafórico
Não podemos deixar de falar do personagem que dá nome ao título do livro. É lindo ver sua história de autoconhecimento onde ele só havia conhecido o pequeno mundo que o rodeia e agora conhecemos sua jornada até chegar a Terra - o ponto de partida do enredo. A pureza encantadora dele contrastando a personagens caricatos que encontra pelo caminho. Tudo para entender a essência daquele sentimento que todos nós temos: o AMOR! <3  



Para finalizar, o que mais gostei no livro foram suas mensagens que podem servir para mim, para você e, principalmente, para o ser humano. Elas se perpetuam por muitos anos desde a publicação de O PEQUENO PRÍNCIPE e que não morreram nunca. Como na frase abaixo:


"Não soube compreender coisa alguma! Deveria te-la julgado pelos seus atos, não pelas suas palavras. Ela me perfumava, me iluminava... Não deveria jamais ter fugido. Deveria ter sentido sua ternura sob os seus pobres truques. São tão contraditórias as flores! Mas eu era jovem demais para saber ama-la".


No livro de Antoine de Saint-Exupéry, você tem mensagens de  um imenso amor, de uma grande amizade, de como é o pensamento infantil, de quando é como crescemos... enfim coisas que todos nós passaremos pela vida! ^^

Biografia de Antoine de Saint-Exupéry
Antoine de Saint Exupéry (1900-1944) foi um escritor, ilustrador e piloto francês, é o autor de um clássico da literatura “O Pequeno Príncipe”, escrito em 1943. Entre as suas diversas frases famosas estão: "Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível para os olhos". "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas".
Antoine de Saint-Exupéry nasceu em Lyon França, no dia 29 de junho de 1900. Era o terceiro filho do conde Saint-Exupéry e da condessa Marie Fascolombe. Estudou no colégio jesuíta Notre Dame de Saint Croix e no colégio dos Maristas, em Friburgo, na Suíça.
Em 1921 ingressou no serviço militar, no Regimento de Aviação de Estrasburgo, após ter sido reprovado para a Escola Naval. Tornou-se piloto civil e subtenente da reserva. Em 1926 foi admitido na Aéropostale, onde começou sua carreira de piloto de linha, voando entre Toulouse, Casablanca e Dacar.
Antoine de Saint-Exupéry escreveu para jornais e revistas francesas. Escreveu diversas obras, sempre caracterizadas por elementos de aviação e de guerra, entre elas: "O Aviador" (1926), "Voo Noturno" (1931), "Terra dos Homens" (1939), "Carta a um Refém" (1944).
Seu livro mais importante foi "O Pequeno Príncipe" (1943), cuja obra é rica em simbolismo, com personagens como a serpente, a rosa, o adulto solitário, a raposa. O personagem principal do livro vivia sozinho num planeta pequeno, onde existiam três vulcões, dois ativos e um já extinto. Outro personagem representativo é a rosa, cujo orgulho, levou o pequeno príncipe a uma viagem pela terra. Na viagem, encontrou outros personagens que o levaram ao desvendamento do sentido da vida.
Antoine de Saint-Exupéry morreu em um acidente de avião, durante uma missão de reconhecimento, no dia 31 de julho de 1944. Seu corpo nunca foi encontrado. Em 2004, foram encontrados os destroços do avião que pilotava, a poucos quilômetros da costa de Marselha, na França.




Qual foi sua experiência com O PEQUENO PRÍNCIPE? Igual a minha? Você amou o livro e suas mensagens? Detestou e discorda de mim? Comenta aí quero saber sua opinião! ^^
E não esquece de seguir o blog! É muito por que assim sei se você está curtindo as minhas postagens e tal! :) 







  

segunda-feira, 6 de novembro de 2017

PROJETO: SEJA SEU REFÚGIO!

Olá pessoas que amam a si próprio!
Tá tudo "suave na nave", aí?

Para finalizar o projeto #qualeoseurefugio, hoje o nosso texto vai ser contraditório a tudo que falamos nas semanas anteriores, pois nós falaremos sobre você ser o seu próprio refúgio. Polêmico, não é? :@
Então depois de dar uma olhada no espelho e abraçar a si mesmo, acompanhe as palavras filosóficas da menina de Atibaia: Fernanda Zegarra.



24 horas

"As minhas malas estão lá fora esperando. O mundo é agitado, rápido, cruel. Parei. Dessa vez vou fazer algo e botar a cabeça para funcionar. O meu refúgio é bem diferente da maioria: estrada. Eu preciso de ar, de luz do sol, de paisagens diferentes. Não dá mais, essa vida está sufocante. Vou me afundar em um ônibus qualquer, botar minha mochila nas costas e partir sem rumo. Coração livre, alma afogada, e somente 21 anos registrados na certidão de nascimento.
Hoje ninguém me impede de seguir. Esse é meu sonho, meio doido né? Todos querem algo material, e eu procurando algo que nem se pode colocar na poupança, ou nas papeladas de herança. Afinal, qual a importância da vida? Guardar ou compartilhar? Colecionar momentos ou objetos?
Não quero por um segundo esquecer de quem sou, da pureza da vida... Uma vez uma velhinha me parou na rua e disse que mora sozinha, com apenas 4 cachorros para lhe fazer companhia. Ela tinha perdido o marido, e o filho, e somente sua filha estava saudável, vivendo bem longe. Isso me partiu o coração e me fez entender que amanhã posso ser uma velhinha assim também, no fim dos meus dias, sozinha, sem expectativas. Então qual é  forma melhor de aproveitar tudo? Vou arriscar minhas futuras 24 horas em um lugar que nunca vi, respirar os diversos tipos de ares e ouvir as milhões de línguas que foram criadas, quem sabe assim consigo descobrir porque nasci, o que me faz feliz de verdade..."


Como eu disse na introdução da postagem, hoje é o última semana do nosso projeto #qualeoseurefugio. Mas quem sabe ano que vem com outro tema, hein? :@
Para celebrar essas quase quatro semanas maravilhosas de textos lindos pediria que, após lê-los, comentasse e nos seguisse por que é muito importante sabermos se vocês gostaram do projeto, ok? <3

Sessão Divulgação

Blog Ideias da Fê: http://www.fezegarra.com.br/

Instagram: @fe.zegarra

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

INDICANDO LIVROS - OBRAS DARKS

A Capela
(Jhefferson Passos)
Ano: 2016 / Páginas: 91
Editora: Amazon
Gênero: Suspense e Mistério / Terror

Sinopse: EXISTE UM MAL.
ESTÁ FAMINTO.
E QUER DEVORAR SEUS PECADOS...
O que é a fé para uma pessoa que deixou de acreditar em quase tudo?
Anna tem uma caixa de pandora em seu coração. Lembranças negadas, mas jamais esquecidas.
E o que seria uma simples curtição com os amigos, torna-se a chave que irá abrir essa caixa, libertando tudo que estava contido. Anna e seus amigos não lembram como e quando chegaram naquele velha e abandonada Capela. E eles não podem sair. Há algo do lado de fora da capela que caminha entre o canavial. Um mal. Algo que eles não conseguem ver, mas está presente e pior: sabe de seus segredos inconfessáveis.
E você?
Tem fé?


A Vila dos Pecados
(Soraya Abuchaim)
INDICAÇÃO: Letícia Godoy
Ano: 2016 / Páginas: 447
Editora: Coerência
Gênero: Romance policial / Suspense e Mistério

Sinopse: Final do século XIX. Enquanto o mundo passa por transformações importantes, existe uma vila inóspita, que vive à margem da civilização e que tem as suas próprias e estranhas leis.
Lendas escuras a rondam e histórias macabras sobre Ponta Poente povoam o imaginário popular.
Quando o padre Alfonso Anes, um exemplo vivo de amor e resignação, chega à vila para substituir o seu antecessor, depara-se com segredos que o farão duvidar da própria sanidade, e uma onda de mortes trará o caos para aquele lugar ermo.
Quem estará a salvo? Serão estes segredos o fim de quem os esconde? O que esse universo tenebroso revelará para o mundo?
Um suspense sinistro, que envolverá completamente o leitor e o levará a compartilhar dos segredos da Vila dos Pecados.

Caixa de Pássaros - Não Abra os Olhos
(Josh Malerman)
Ano: 2015 / Páginas: 272
Editora: Intrínseca
Gênero: Literatura Estrangeira / Romance / Ficção / Horror / Suspense e Mistério

Sinopse: Romance de estreia de Josh Malerman, Caixa de pássaros é um thriller psicológico tenso e aterrorizante, que explora a essência do medo. Uma história que vai deixar o leitor completamente sem fôlego mesmo depois de terminar de ler.
Basta uma olhadela para desencadear um impulso violento e incontrolável que acabará em suicídio. Ninguém é imune e ninguém sabe o que provoca essa reação nas pessoas. Cinco anos depois do surto ter começado, restaram poucos sobreviventes, entre eles Malorie e dois filhos pequenos. Ela sonha em fugir para um local onde a família possa ficar em segurança, mas a viagem que tem pela frente é assustadora: uma decisão errada e eles morrerão.

Cidade Das Trevas (Trilogia Cidade das Trevas) - A Busca Ao Espírito Do Bem
(Pedro S Ekman)
INDICAÇÃO: Rafael Lamana Martins
Ano: 2011 / Páginas: 328
Editora: Novo Século
Gênero: Suspense e Mistério / Terror

Sinopse: Os campistas não resistiram à curiosidade e entraram na Cidade. Encontram-se, então, em meio a uma batalha que dura há séculos, desde o início dos tempos, quando o mundo era bem diferente do que imaginávamos. Resta agora sobreviver a este fogo cruzado, em uma jornada que se passa justamente no território inimigo. E fazer o possível para saírem da Cidade das Trevas. Ou morrer tentando.

Drácula
(Bram Stoker e Eugênio Colonnese)
Ano: 1998 / Páginas: 552
Editora: L&PM Pocket
Gênero: Horror / Literatura Estrangeira / Terror

Sinopse: Drácula, é uma história de vampiros e lobisomens; de criaturas que estando mortas permanecem vivas. É também uma história de pessoas corajosas que se lançam à destruição de uma insólita e maléfica ameaça. Como quer que seja, permanece intacta nestas páginas a mesma emoção de milhões de leitores e espectadores que penetraram na história que se inicia num castelo desolado nas sombrias florestas da Transilvânia. Lá, um jovem inglês é mantido em cativeiro, à espera de um destino terrível. Longe dele, sua noiva bela e jovem é atacada por uma doença misteriosa que parece extrair o sangue de suas veias. Por trás de tudo, a força sinistra que ameaça suas vidas: Conde Drácula, o vampiro vindo do fundo dos séculos.

Entrevista com o Vampiro (As Crônicas Vampirescas)
(Anne Rice)
Ano: 2009 / Páginas: 334
Editora: Rocco
Gênero: Fantasia / Ficção / Horror / Literatura Estrangeira / Romance

Sinopse: Obra já clássica no seu género, Entrevista com o Vampiro é o primeiro volume da saga Crónicas dos Vampiros e granjeou o estatuto de livro de culto, comparável a Drácula de Bram Stoker.
Das plantações oitocentistas do Luisiana aos becos sombrios e cenários sumptuosos de Paris, do Novo Mundo à Velha Europa, Claudia e Louis fogem de Lestat, o seu criador e companheiro imortal. E o cruel vampiro que tirara partido do desespero de Louis e da fragilidade da órfã Claudia, no bairro francês da Nova Orleães assolada pela peste, move-lhes uma perseguição sem tréguas no submundo parisiense, entre a trupe Théâtre des Vampires do misterioso Armand e criaturas das trevas.
É com esta mescla de sangue, violência e erotismo ímpares, no pano de fundo da reflexão sobre a condição trágica que é a do vampiro condenado à imortalidade, que Anne Rice narra uma extraordinária história em que a crueldade e os sentimentos tenebrosos que percorrem as páginas resultam numa maravilhosa sinfonia poética que viria a inspirar muitos escritores, como Stephenie Meyer.

Laços
 (Bianca Sousa)
Ano: 2016 / Páginas: 214
Editora: Independente
Gênero: Fantasia / Literatura Brasileira / Romance\Suspense e Mistério

Sinopse: Apesar da aparência frágil, Lívia é perigosa.
Aprisionada em uma torre por uma bruxa cheia de segredos e um passado obscuro, Lívia e ela estão mais entrelaçadas do que gostariam.
Contudo, a chegada de um misterioso caçador ao reino de Corvina pode pôr tudo a perder e trazer à tona medos e desejos há muito esquecidos.
"Não existem leis, somente 3 regras: Nunca brinque com a vida, a morte e o destino. Principalmente se eles estiverem de mãos dadas com o amor."

Misery - Louca Obsessão
 (Stephen King)
Ano: 2014 / Páginas: 326
Editora: Suma de Letras
Gênero: Terror

Sinopse: Paul Sheldon descobriu três coisas quase simultaneamente, uns dez dias após emergir da nuvem escura. A primeira foi que Annie Wilkes tinha bastante analgésico. A segunda, que ela era viciada em analgésicos. A terceira foi que Annie Wilkes era perigosamente louca. Paul Sheldon é um famoso escritor reconhecido pela série de best-sellers protagonizados por Misery Chastain. No dia em que termina de escrever um novo manuscrito, decide sair para comemorar, apesar da forte nevasca. Após derrapar e sofrer um grave acidente de carro, Paul é resgatado pela enfermeira aposentada Annie Wilkes, que surge em seu caminho.
A simpática senhora é também uma leitora voraz que se autointitula a fã número um do autor. No entanto, o desfecho do último livro com a personagem Misery desperta na enfermeira seu lado mais sádico e psicótico. Profundamente abalada, Annie o isola em um quarto e inicia uma série de torturas e ameaças, que só chegará ao fim quando ele reescrever a narrativa com o final que ela considera apropriado. Ferido e debilitado, Paul Sheldon terá que usar toda a criatividade para salvar a própria vida e, talvez, escapar deste pesadelo.

O Corvo
 (Edgar Allan Poe)
Ano: 2008 / Páginas: 40
Editora: Ao Livro Técnico
Gênero: Contos\Terror

Sinopse: Atormentado pela morte da amada Lenora, o narrador enfrenta seus fantasmas e confronta seu lado obscuro, materializado aqui na figura enigmática de um corvo.

O Escravo de Capela
 (Marcos DeBrito)
INDICAÇÃO: Fabiana Pereira
Ano: 2017 / Páginas: 288
Editora: Faro Editorial
Gênero: Suspense e Mistério / Literatura Brasileira / Terror

Sinopse: Durante a cruel época escravocrata do Brasil Colônia, histórias aterrorizantes baseadas em crenças africanas e portuguesas deram origem a algumas das lendas mais populares de nosso folclore. Com o passar dos séculos, o horror de mitos assustadores foi sendo substituído por versões mais brandas. Em “O Escravo de Capela”, uma de nossas fábulas foi recriada desde a origem. Partindo de registros históricos para reconstruir sua mitologia de forma adulta, o autor criou uma narrativa tenebrosa de vingança com elementos mais reais e perversos. Aqui, o capuz avermelhado, sua marca mais conhecida, é deixado de lado para que o rosto de um escravo-cadáver seja encoberto pelo sudário ensanguentado de sua morte. Uma obra para reencontrar o medo perdido da lenda original e ver ressurgir um mito nacional de forma mais assustadora, em uma trama mórbida repleta de surpresas e reviravoltas.


Sessão Divulgação



terça-feira, 31 de outubro de 2017

PROJETO: LUGARES QUE SÃO O SEU REFÚGIO

Olá frequentadores de lugares relaxantes.
Como está a vibe, hein?

Chegamos na terceira semana do projeto #qualeoseurefugio! E aí? Estão curtindo? ^^ 
Hoje, eu e Fernanda Zegarra falaremos sobre lugares que podem ser nosso refúgio em momentos da vida. Então arruma sua mala e embarque nas palavras da Fê!


"Se uma palavra tem o poder de perfurar nossa alma, por que continuamos juntos? 
Você não entende que por mais que eu pense que vermelho e azul não combinem, ao menos deveria me respeitar e não vir com quatro pedras na mão. Isso me agita de uma maneira, sinto meu coração acelerar e os impulsos de querer revidar a mil. 
Só que se eu fizer isso, estarei sendo mais ignorante que você... Eu preciso do meu refúgio. E não inclui você. 
O lugar que adoro ir para me esconder, para pensar, para ter paz comigo mesma, é perto da natureza. Seja um parque ou uma praia, eu preciso desse contato com a mãe natureza. 
Afundar meus pés na areia, sentir o cheiro da terra, das plantas, ouvir o canto dos pássaros, e ver aquelas nuvens em um céu que sequer tem prédios, ou propagandas. 
É uma sensação tão leve, tão gostosa que eu me pergunto por que vivemos em meio a tanta correria e conflitos. A vida pode ser gostosa, e simples, assim como isso. Consegue ver a beleza? 
Cada um pode ter um refúgio diferente, uma pessoa, um livro, uma música, mas confesso que quando tudo parece obscuro me vejo sozinha e quem me manter renovada, forte, e de coração limpo é a mãe natureza. Trás boas energias, escuta tudo que tenho engasgado e ainda me presenteia com um por do sol lindo lá pelas 18 horas... A vida é bela..."

#QUALEOSEUREFUGIO


Estamos adorando realizar o projeto, mas precisamos saber o que você está achando dele. Então deixa sua opinião nos comentários e não se esquece de ver o meu texto no Blog da Fê, ok? Segue os dois blogs também, tá bom?

Abraços 

Sessão Divulgação

Blog Ideias da Fê: http://www.fezegarra.com.br/
Instagram: @fe.zegarra

domingo, 29 de outubro de 2017

O que vem por aí: O DEMÔNIO DO CAMPANÁRIO - MICHELLE PEREIRA

Olá adoradores de primeiras impressões!
Qual livro vocês estão querendo comprar no momento, hein? ^^
Por que tem estreia no blog!!!!

Hoje farei um tipo de PRIMEIRAS IMPRESSÕES de um livro que está chegando por aí e que vai impressionar muito você: O DEMÔNIO DO CAMPANÁRIO da talentosíssima autora Michelle Pereira. Então já pode pegar o martelo para quebrar o porquinho e garantir o livro! ^^

O Demônio do Campanário
(Michelle Pereira)
Ano: 2017
Ficção / Romance/Fantasia


SINOPSE: "Evangeline Lions é uma garota como outra qualquer. Estuda em um colégio de boa reputação, diverte-se com seus amigos ouvindo música no último volume e tenta a todo custo chamar a atenção dos pais.
Até eles se separarem e ela ser enviada para o colégio interno do Convento Senhora das Dores. Ali, Eva – como gosta de ser chamada – terá de se adaptar a uma nova rotina, a novas amigas malucas, a um possível pretendente e a uma inimiga implacável.
Eron é um demônio que se alimenta da lascívia humana. Preso ao campanário do Convento por uma maldição e adormecido há décadas, ele é desperto por um novo cheiro no ar. Uma virgem chegou ao colégio e seu odor revela poder. Muito poder.
Talvez a nova garota seja sua garantia de liberdade."



Apesar da autora ter me mandado apenas quatro capítulos, é a primeira vez que leio algo dela, porém já havia feito no outro blog a divulgação de sua primeira obra: GUARDIÃO DO MEDO. Também divulguei aqui no mês de agosto na sessão "Você tem que ler no Wattpad" o livro que falarei hoje:


O DEMÒNIO DO CAMPANÁRIO é um sucesso no Wattpad. Estando sempre na lista dos melhores avaliados e sendo motivo de debates, principalmente, das leitores mais fervorosas. 

"Mas qual motivo de todo esse sucesso, Guinho?"

Mesmo lendo poucos capítulos, respondo a pergunta de vocês, caros visualizadores, com duas palavras: Michelle Pereira
Admito que pelo título, a sinopse, a leitura do prólogo e do primeiro capítulo tive certo receio em lê-lo. Mas a autora, já no próximo, me causou surpresa com uma história extremamente instigante que caminha por vários gêneros sem nenhum problemas. Pode-se sentir o terror anunciado, umas pitadinhas de humor, um mero romance e algumas coisinhas dramáticas no enredo que ao invés de atrapalharem, complementam o outro na narrativa. 
É fato que uma das críticas mais frequentes em obras excessivamente descritivas é a seguinte: "O autor só quis encher linguiça com essa descrição". Entretanto, em O DEMÔNIO DO CAMPANÁRIO, as descrições dão prosseguimento a história e ainda a autora acrescenta brilhantemente devaneios momentâneos para que as pontas do enredo não fiquem soltas e sem explicação. Por exemplo: os instantes em que Eva lembra em uma das aulas do internato os motivos que a levaram a estudar e a morar ali.
Mais uma bola dentro para a autora é a composição dos personagens, pois eles são totalmente contrários ao que imaginamos. Eron, o demônio do título, é malicioso, atraente e perigoso como sua natureza maligna, porém é instável. Já Eva, não se compara nada as princesas românticas da Literatura Clássica, pois ela gosta de escutar música no último volume e de se vestir como punk.
Para finalizar por que se eu dar spoiler, vocês não comprarão o livro. Principalmente no prólogo, há muitas referências da Literatura nesse livro como: A Bela e a Fera, o Corcunda de Notre Dame, Drácula... acredito que mais um mérito para a autora na pesquisa.



Se você gostou das minhas Primeiras Impressões e quer adquirir O DEMÕNIO DO CAMPANÁRIO tenho dois recados:
1- O livro já está em Pré-Venda na versão física e digital. Vou deixar como você pode adquirir no final do post.
2- Dia 04\11 tem Lançamento Virtual do livro na internet. Vai ter muitas outros autores fazendo brincadeiras e sim, vai ter brindes!!!! Marca na agenda! <3


SESSÃO DIVULGAÇÃO




   

          

 


Vamos falar de... HUNTER - O CAÇADOR DE MONSTROS - Kate Willians

Olá caçadores de livros sobrenaturais. Vocês estão com os pelos da nuca arrepiados? Preparem-se pois os monstros invadiram aqui! Depois ...